[Poesiando] Ao mar

Bem mal de mar revolto
buscas respostas no profundo das águas
e indigna-se ao não encontrar
Como isso pode ser?
Se finda na rocha do saber
mesmo sem tudo entender 
Lança-te nas incertezas de seu próprio ser
se imersa no duvidar.
Queres e não tem
esta é a âncora que prende
teu tão sonhado velejar
Desancora-te e vá navegar.

Ana Gabriela

7 comentários em “[Poesiando] Ao mar

  1. Cara, seu blogue é lindo. Eu seguia o Teoremas de Ana que conheci há muito tempo. E agora, quando fui olhar de novo, achei essa bela psicose que é aqui. É lindo demais. Mesmo.
    Sua poesia é muito simples, fofa e gostosa de ler.
    "Desancora-te e vá navegar."
    É, acho que ando precisando disso…

    Beijos, Ana.
    virgula assassina.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo