Mãe

Eu não tenho muita vontade de ser mãe.
Dizem que isso muda depois, mas sei lá, essa coisa de criar outra vida é surreal demais pra mim. Não me vejo maternal, tem mulher que você vê que nasceu pra isso e que sonha em ser. Eu nunca fui assim. E obviamente nenhuma das duas opções é errada.

Doria Ragland, a criadora de Meghan Markle.

Mas se um dia eu for mãe, eu espero que eu seja que nem a minha.

Acho ser mãe um negócio de gente corajosa.
Você literalmente tá dando pro mundo mais um ser humano. E ele, por muito tempo, é inteiramente sua responsabilidade.

Você gera e carrega um bebê por 9 meses.
Nove meses. Dentro de você.
Ou então, você escolhe um filho do coração.
Todo jeito de ser mãe é corajoso demais.

Você abre mão de si, do seu corpo, do seu sossego, da sua rotina de vida, tudo pra outra pessoa.

Que coisa doida é ser mãe.
Eu mal consigo escrever sobre ser mãe porque não é algo que faça parte do meu vocabulário cognitivo. Não faz sentido. O amor que mãe tem, o sexto sentido que mãe tem. Só mãe pra entender mesmo.

Meghan Markle, a criadora de Archie.

A única coisa que dá pra expressar é a gratidão da mãe existir. Seja biológica, seja de coração, seja de consideração. Elas são pura força. São inspiração. São temas de filmes, músicas e textos como esse.

Mãe se doa desde o primeiro segundo que desconfia que é mãe.
Mãe é o primeiro lugar que todo ser humano habita. Mãe é presente até quando não tá mais presente.
Mãe é leoa e colo.
Mãe é bronca e carinho.

Se a mãe fala que vai dar errado, mesmo que tudo pareça que vai dar certo, acaba mal.
Se mãe diz que vai chover, pode tá o sol mais brilhante, você vai se molhar.
Se a mãe diz que é isso sim e você teime em achar que não, se prepare porque ela vai vir com um  “eu avisei!”

Princesa Diana, a criadora de Henry.

Parece que mãe tem ligação direta com Deus.
Mas é claro que Deus quer estar perto de mães né?
Deus sabe o que faz. E se tem algo que acertou fazendo foi a mãe.

É por isso que tem que ter dia pra mãe. A gente precisa lembrar nesses dias malucos que vivemos que mãe é tesouro.

Eu amo a minha mãe.
Se um dia eu quiser ser mãe, eu espero ser que nem ela.

Adriana, criadora desta que vos escreve.

Mesmo que ela não goste da Meghan e nem da Selena (às vezes falha né rsrs). E ela jura que tem motivo justificável pra não gostar da Selena. Mas se for pra contar as falhas, eu não puxei o senso de organização dela, nem de limpeza e muito menos de mudar as coisas de lugar. Ela tem um desapego das coisas que joga tudo fora, mas ela guarda tudo que eu fiz na escola de dia das mães. O café dela, só ela sabe fazer. Nosso temperamento é quase igual, por isso é bom contar as coisas que me deixam brava pra ela. Me sinto acolhida rs.

A gente é desconfiada do mesmo jeito e não gosta das mesmas pessoas. E olha… Se minha mãe não gosta de você, tem coisa aí hein! Ela jura que sabe cantar, inclusive cantava pra mim na barriga, logo Roberto Carlos. Dorme no sofá com o controle na mão e sempre acaba derrubando. Todo mundo diz que ela parece minha irmã, mas eu nego por implicância.

Eu amo minha mãe.

Que esse seja um dia das mães bonito.
Viva as mães! Vocês são a demonstração mais bonita de amor que existe na terra.


minha

mãe

foi meu primeiro país.

o primeiro lugar que eu vivi.

Nayyirah Waheed

E claro, como filho eu vou dizer isso, ela era a melhor mãe do mundo.





Ana Gabriela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo