crônicas,  escreve

A liberdade solitária de Tiago Iorc


Desde criancinha eu vou na igreja, sempre cantei nos corais da vida que existiam e existem por lá. Hoje em dia, faço parte do Ministério de Louvor da igreja e esse é o chamado que Deus tem pra mim e eu amo fazer o que faço. É sensacional quando você se sente confortável e percebe que aquilo é o que Deus te deu nas mãos pra fazer. Por isso, eu sinto que Deus usa muito a música pra falar comigo, seja ela gospel ou “secular”. E como alguns de vocês devem ter noção, eu gosto muito do Tiago Iorc e uma das músicas dele que eu acho mais bonitas é Liberdade ou Solidão. Um dia estava eu ouvindo-a e me veio a inspiração do meu querido Pai e eu escrevi sobre.   

O que é liberdade pra você?

Livre, era tudo o que ela mais queria ser. Livre, pra ir e vir e ser o que quiser quando quiser e se quiser.


É um fato que em algum momento da nossa vida vamos desejar a liberdade, a independência. Ela pode ser dos nossos pais, de um emprego desgastante, da escola ou de algum relacionamento – sendo amoroso ou não. Ansiamos por novos lugares por estarmos cansados de onde estamos ou até cansados de nós mesmos, de quem somos e por determinadas influências desejamos ser alguém ou algo que não fomos chamados a ser.

Queremos fazer algo quando e se quisermos.  

Livre, se já não faz sentido ou nunca fez. Livre, pra encontrar motivo outra vez, mais uma vez ou de uma vez.

Quem ou o quê é o motivo?

Ao longo da vida e até mesmo da caminhada cristã eu acabo me questionando de por que estou fazendo algo – e acredito que você, sendo cristão ou não já passou por isso. Pra que eu estudo isso, por que faço determinado curso, por que eu não tenho o chamado pra tal coisa e fulano tem. Ou pode ser o contrário, por que eu sou desse ministério? Por que não faço esse curso? Enfim… são muitas perguntas.

O ser humano sempre precisa ver sentido no que está fazendo e muitas vezes o cristão, enganado pelas mentiras do inimigo, se perde e tudo para de fazer sentido. Mas felizmente, a graça e misericórdia de Deus existem sobre nós. Quantas vezes você estava desanimado, ou prestes a fazer algo errado ou já fora do Caminho não ouviu O Motivo? Quantas vezes estamos no fundo do poço e ‘‘encontramos o Motivo outra vez, mais uma vez’’. E apesar de Deus ser amor, Ele também corrige, então tem aquela situação onde depois de muito insistir nos nossos próprios passos, percebemos que não é ali que deveríamos estar. E Deus nos dá a visão espiritual, deixamos de ser cegos e “encontramos o motivo de uma vez’’. É o despertar que nos traz ao arrependimento de termos gasto a nossa liberdade de forma errada.

“(…) Todos conhecem o tipo de vida de uma pessoa que quer fazer o que bem entende: sexo barato e frequente, mas sem nenhum amor; vida emocional e mental detonada; busca frenética por felicidade, sem satisfação; deuses que não passam de peças decorativas; religião de espetáculo; solidão paranoica; competição selvagem; consumismo insaciável; temperamento descontrolado; incapacidade de amar e de ser amado; lares e vidas divididos; coração egoísta e insatisfação constante; costume de desprezar o próximo, vendo todos como rivais; vícios incontroláveis; tristes paródias da vida em comunidade. E, se eu fosse continuar, a lista seria enorme.”

Gálatas 5:19-22 (A Mensagem)

Livre, pra rir do que é ruim então chorar de feliz.

Quando temos Cristo passamos por provações e muitas delas são difíceis, mas a Palavra fala que Deus não nos dá um peso maior que suportamos. Essas provações nos trazem o amadurecimento por meio do aprendizado. Ficamos felizes por termos passado pela prova. É a sensação de realização em Deus.

“Portanto, alegrem-se com isso, ainda que agora, por um tempo, vocês precisem suportar muitas provações. Elas mostraram que sua fé está sendo experimentada, e ela é muito mais preciosa do que o ouro. Isso resultará em louvor, glória e honra no dia em que Jesus Cristo for revelado.”

1 Pedro 1:6-9

Livre, não por acaso, acaso não condiz Quando condiz com o que se quis.  

Quando nossa liberdade se baseia em coisas do mundo, se essa “não condiz com o que se quis” somos frustrados, nos entristecemos e ficamos com raiva. Mas quando você é livre em Cristo, possui a consciência de que sua liberdade “não é por acaso”. Um alto preço foi pago.

No refrão da música temos quase a mesma estrutura, mudando de um para o outro somente a última frase, fica assim:

E só o tempo só pra descobrir  se a liberdade é só solidão  e só o tempo só pra descobrir  o que é ser. O que é pra ser. O que vai ser. O que é viver. 

A liberdade longe de Cristo pode trazer felicidade momentânea, mas com o tempo a gente para de ver sentido naquilo e nos vemos sozinhos ou acabamos com essa sensação. Se no refrão acima você substitui “tempo” por “vontade de Deus” encaixa perfeitamente com o que eu estou querendo dizer.

E só com a vontade de Deus pra descobrir  se a liberdade é só solidão  E só a vontade de Deus pra descobrir   O que é ser – nossa identidade em Cristo.
O que é pra serAlgumas vezes Deus precisa dar pausas em algum plano dEle pra nós porque não estamos no centro da vontade. Primeiro Ele nos corrige.
O que vai ser Já que quando somos livres em Cristo entregamos nossas vontades/futuro a Ele.

O que é viver. Só nEle temos vida plena e de verdade.

Pra que deus nos deu liberdade?

“Cristo nos libertou para viver uma vida livre. Permaneça nessa liberdade! Nunca mais aceitem sujeitar-se a nenhum tipo de escravidão. (…) Não há dúvida que Deus chamou vocês para uma vida de liberdade. Mas não usem essa liberdade como desculpa para fazer o que bem entendem, pois, assim, acabarão destruindo-a. Em vez disso, usem a liberdade para servir ao próximo com amor. É assim que vocês serão cada vez mais livres, pois o ensino da Palavra de Deus resume-se numa única frase: ame o próximo como a você mesmo. Isso é que é liberdade. Se vocês vivem como cão e gato, vão acabar se destruindo. Querem perder a preciosa liberdade? Vivam nesta liberdade, motivados pelo Espírito de Deus.”

Gálatas 5:1,13-16

Eu realmente desejo que todos nós possamos viver a verdadeira liberdade, essa que Cristo conquistou pra nós. E da forma correta, claro. Para que outras pessoas sejam atraídas pra vida plena que Deus tem pra cada um do seus filhos.

Um comentário

  • Lettícia Gabriella

    Eu gostei muito dessa postagem. Também sou cristã, mas não compartilho muito sobre o assunto no blog e no canal por ter uma temática mais voltada para a literatura. Mas é tão importante isso né? Ser exemplo, deixar que as pessoas vejam Cristo através das nossas vidas. Um beijo :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *