fala sobre livros

5 razões para ler É Assim que Acaba – Colleen Hoover

É Assim que Acaba é um dos meus livros favoritos de Colleen Hoover (que é minha autora favorita), ele traz a história de Lily que no dia do velório de seu pai – onde deveria fazer um discurso e não consegue, não do jeito convencional – conhece Ryle no topo de um prédio. Ele é um médico cirurgião e também não está no seu melhor dia, a química entre eles é real, eles compartilham alguns de seus sonhos, mas cada um segue seu caminho.

Sinto que todo mundo finge ser quem é, que, no fundo, somos todos igualmente ferrados. Alguns apenas escondem isso melhor que os outros.

página 21

Parece até um romance clichê né? Mas não é mesmo. Vamos as razões.


O livro trata sobre violência doméstica

Lily cresceu em um lar onde a violência doméstica era fato, sua válvula de escape era assistir e escrever em um diário para a Ellen DeGeneres e depois um colega de classe, Atlas que aparece numa situação nada boa e vira seu “vizinho”.

Não paramos de amar uma pessoa só porque ela nos magoou. Não são suas ações que magoam mais. É o amor. Se não houvesse amor ligado à ação, a dor seria um pouco mais fácil de suportar.

página 316

O livro tem momentos no passado, com esse diário temos flashbacks e no presente quem narra é Lily. Então, vamos ver o relacionamento dos pais dela e vamos ver a construção de um relacionamento violento. É forte e extremamente angustiante.

Não existe isso de pessoas ruins. Todos nós somos humanos e, às vezes, fazemos coisas ruins. Ninguém é exclusivamente ruim ou exclusivamente bom. Algumas pessoas só precisam se esforçar mais para suprimir o lado ruim.

página 22

Uma personagem feminina forte e identificável.

Lily é aquela protagonista que você quer colocar num potinho e proteger, ela passa por poucas e boas e foi uma representação fiel e com bom senso de uma mulher na situação em que ela está no livro. 


Os personagens secundários são bem utilizados

Alyssa é a minha favorita, ela traz um ar de leveza pro livro nos momentos certos, mas existe uma cena dela que eu nunca vou esquecer porque ela falou uma verdade que eu não esperava dado o contexto da própria Alyssa. E o Atlas, nem sei explicar.

As plantas precisam ser amadas do jeito certo para sobreviver. Os humanos também. Desde que nascemos, dependemos do amor de nossos pais para continuarmos vivos. E, se eles demonstrarem o tipo certo de amor, nos tornamos pessoas melhores. Mas, se formos negligenciados…

página 108

Você vai amar um personagem, até que vai passar a ter sentimentos conflituosos por ele (ou raiva pura).

Sério, se você já leu, sabe de quem eu tô falando. Você ama ele de cara, e depois as coisas vão decaindo, até chegar num ponto que é difícil o aceitar. E eu adorei isso, a habilidade da Colleen de nos fazer trilhar o mesmo caminho que Lily é de fenomenal.

Todo mundo erra. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros cometidos. É como ela usa esses erros e os transforma em aprendizados, não em desculpas.

página 191

É ASSIM QUE ACABA VAI VIRAR FILME!

Ontem (02/07), a Colleen anunciou no Instagram que o Justin Baldoni (Rafael de Jane The Virgin aka dono da minha vida todinha; A cinco Passos de Você) se interessou em adaptar a história e eu NÃO PODERIA ESTAR MAIS FELIZ. Primeiro porque é Justin Baldoni (perfeito), ele encaixa perfeitamente pra fazer esse trabalho porque ele luta muito pela quebra da masculinidade tóxica, sério, procurem saber sobre isso! E também porque como o próprio Baldoni falou “É por todas as Lily que estão aí fora”. 

É Assim que Acaba é uma história que precisa ser espalhada, a nota ao final do livro sobre a experiência da própria Colleen com violência deixa o enredo muito mais real. É uma história triste, mas sensível e escrita da forma mais respeitosa possível. 


Você já leu? Me conta o que achou!

5 Comentários

  • Larissa Dutra

    Olá, tudo bem? Eu só li um livro da autora, mas já deu para perceber o impacto que ela gosta de causar. Quero muito ler outros livros dela (todos, na verdade, rs), e esse é um dos que mais tenho curiosidade – e só aumentou depois de ler essa postagem.

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Bianca Ribeiro

    Eu já li esse livro mas faz um tempo, foi quando a CoHo tava começando a fazer sucesso aqui no Brasil.
    Eu gostei muito desse livro, fiquei bem impactada com ele, lembro também de ter marcado uns quotes fortíssimos! Eu gostei dos seus motivos e fiquei sabendo ontem que vai virar filme, espero que seja tão bom quanto o livro foi!

  • Clayci Oliveira

    Eu não sabia que iria ganhar uma adaptação e estou surpresa.
    Eu nunca li nada dessa autora e nem sei por onde devo começar hahahaha
    Sempre que leio alguma resenha, percebo a presença de temas fortes e necessários.
    Preciso dar uma chance logo e conhecer a escrita dela

  • Paac Rodrigues

    eu já quis muito ler esse livro justamente pelo motivo um, até adquiri o ebook num rompante de compras de ebooks kkkk, mas acabei não lendo justamente porque conversando com uma amiga que leu ela disse que a autora basicamente jogou esse tema mas nao trabalhou, e infelizmente outra amiga me confirmou isso, eai desanimei porque ja acompanhamos sofrimento por sofrimento no dia a dia, em obra eu espero outra coisa =/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *